Vem aí a noite mais longa do Porto

Categoria

Eventos Fazer

Autor

Livraria Lello

Está aberta a época dos Santos Populares e de tudo a que tem direito: sardinhas, broa, manjericos, martelos e muita animação. O casamenteiro Santo António já acabou, o São João está aí e depois vem o São Pedro. A cidade do Porto está em festa durante um mês, com muitos concertos, exposições e oficinas para toda a família. Para a noite mais longa do ano, as opções vão dos arraiais populares aos hotéis de luxo. Martelo e alho porro na mão e cá vamos nós.

Martelinho surgiu na festa dos estudantes

Foto: Rui Oliveira

O São João é a maior festa da cidade, não é por acaso que tem a fama da noite mais longa do Porto. Prepare-se porque vai levar muitas marteladas e também com muito alho porro à mistura. Porquê os martelos? Este instrumento de plástico distingue a festa popular do Porto do Santo António em Lisboa, ou do São Pedro, celebrado em várias cidades piscatórias do país. Sabia que os martelos surgiram para os festejos dos estudantes na Queima das Fitas (a maior festa dos estudantes universitários)? O sucesso foi tal que os estudantes passaram a usar o martelo nas festas de São João. O martelo foi criado em 1963, por Manuel Boaventura que, na altura, inspirou-se num saleiro pimenteiro, ao qual juntou um apito e um cabo. Desde então, o martelinho de São João tornou-se um símbolo inconfundível da festa dos portuenses.

Construir um balão de São João

Para conhecer um pouco mais desta festa portuense celebrada há mais de cem anos, aventure-se num dos passeios com o historiador Germano Silva que conhece a cidade na palma da mão. Este domingo, com ponto de encontro marcado na Igreja do Bonfim, às 10h, para uma visita guiada a locais históricos da cidade como São Vítor, o Bairro Herculano ou as Fontainhas. A iniciativa é gratuita.

Entre no espírito do São João e aprenda a construir um balão de São João. Há várias oficinas para miúdos e graúdos (oficinas gratuitas entre 14 e 16 de junho, das 10h às 18h, na Sé do Porto). No dia 21 de junho vai poder ver alguns destes balões a iluminar os céus da Invicta na tradicional largada de balões, data em que se assinala o solstício de verão.

Não deixe de visitar a Cascata Comunitária, composta por cerca de 250 casas, que foi construída pela população das freguesias do Porto e que pode ser vista este domingo, 18 de junho, na montra do Posto de Turismo dos Aliados. A não perder ainda a regata de barcos rabelos no Rio Douro (24 de junho, às 15h, no Cabedelo junto à Foz), e claro as tradicionais rusgas de São João (25 de junho, às 18h, Praça da Batalha) com o desfile dos sete grupos representantes de cada uma das freguesias do Porto.

Até 28 de junho aproveite para visitar a exposição das 250 propostas mais votadas no Concurso de Martelinhos de São João, patente na Fundação da Juventude, no Palácio das Artes – Fábrica de Talentos, no Porto.

Concertos em vários palcos da cidade

A festa estende-se por toda a cidade, dos Aliados às Fontainhas, de Miragaia à Ribeira, da Cordoaria a Campanhã, não esquecendo a Rotunda da Boavista, e a zona da Foz e de Lordelo do Ouro, onde estão instalados palcos, diversões para os miúdos, comes e bebes.

Na Avenida dos Aliados há concertos durantes três noites: Banda Sinfónica Portuguesa 22 de junho com um repertório de temas populares da música portuguesa (22 de junho), Trabalhadores do Comércio, TÁXI e GNR & Convidados (23 de junho), Marta Ren & The Groovelvets e Clã (24 de junho). Se tiver energia desça até a Miragaia onde o bailarico é sempre animado e se as pernas ainda aguentarem siga o percurso junto ao rio até à Foz.

Para começar a noite e ver o fogo de artifício numa das melhores varandas da cidade sugerimos os Guindais. Este ano não dá para reservar um lugar para jantar no Guindalense, mas não faltam opções: há sardinhas, caldo verde, broa e fêveras. A boa notícia é que sobra mais espaço para dançar. E acredite que o Guindalense tem lotação esgotada no São João, mas a animação está garantida até amanhecer.

Foto: Guindalense

Se gosta de arraiais populares há várias opções: o Hotel The Artist Bistrô, o único hotel-escola da cidade do Porto, onde o arraial é já uma tradição. Há jantar e bailarico por 32€ por pessoa; o Espiga Galeria Bar propõe um aquecimento para a noitada de São João com jantar e animação; o São João na Rua de Miraflor, em Campanhã que é fechada ao trânsito para o jantar e bailarico sanjoanino, numa iniciativa das galerias Mira e da Associação Recreativa Malmequeres Noêda. Os menus variam entre os 10 e os 12,50€.

Para os vegetarianos, o partido Pessoas- Animais-Natureza promove mais um São João Vegetariano para os que procuram um menu com produtos que não são de origem animal. A festa acontece junto à Igreja São Francisco, na Rua do Infante D. Henrique.

São João de luxo

Para fugir à confusão, os hotéis de luxo da cidade oferecem programas alternativos. A lotação dos hotéis deste segmento está praticamente esgotada, mas ainda pode jantar num destes locais com esplanadas privilegiadas para a festa. Uma das melhores varandas com vista para o rio, a do Hotel Yeatman, está esgotada, assim como os barcos que têm programas especiais para esta noite e onde pode ver o fogo no rio Douro. Mas não desespere, ainda há vagas para um programa diferente na noite de São João.

O 17º Restaurante & Bar sugere um jantar no terraço do Hotel Dom Henrique onde pode ver o fogo de artifício. O menu custa 44€ por pessoa e inclui manjericos de sardinha e fogueira de três pimentos como entrada, bacalhau lascado em balão de couve lombarda ou porco confitado com aromas de alho porro, salteado de legumes com chouriço assado e batata a martelo para prato principal e, para sobremesa, bávaro de morangos em rabelo de bolacha, geleia de Vinho do Porto com corintos.

Já o restaurante Astória do Hotel Intercontinental no Palácio das Cardosas, em plena Baixa onde decorrem os concertos de São João, propõe um menu buffet com saladas variadas, petiscos, sardinhas, sobremesas e bebidas incluídas por 55€ por pessoa. As crianças com menos de 4 anos não pagam e, as crianças dos 5 aos 12 anos pagam apenas metade do valor.

Bem no centro da cidade, o Hotel Infante Sagres preparou um verdadeiro arraial de São João com um menu tradicional onde não vão faltar pataniscas, rojões, enchidos, caldo verde, sardinhas na brasa com pimentos, e um buffet de sobremesas com doces tradicionais como o pudim Abade de Priscos ou o pão de ló de Ovar. O menu custa 55€ por pessoa, é gratuito para crianças até aos 3 anos e tem 50% de desconto para crianças dos 4 aos 12 anos. Depois do jantar é só seguir para a festa ali mesmo ao lado.

Na Avenida da Boavista, perto da Rotunda da Boavista que também é um dos palcos da festa, o Hotel Crowne Plaza celebra o São João à mesa com um jantar buffet tradicional servido no restaurante Poivron Rouge. O Chefe Jorge Sousa sugere iguarias como broa de milho recheada com sapateira, rolinho de pato com alga nori e rúcula selvagem, os tradicionais rojões com tripa enfarinhada, moelas estufadas, pataniscas de bacalhau, sardinhas assadas na brasa, só para abrir o apetite. Para terminar uma variedade de sobremesas. O jantar fica por 45€ por pessoa, por 22,50€ para crianças dos 5 aos 10 anos e gratuito para crianças até aos 4 anos.

O Restaurante Porto Novo do Hotel Sheraton preparou um jantar completo com as tradicionais sardinhas e pimentos assados, e uma grande variedade de saladas, entradas, pratos quentes e sobremesas. Por 45€ por pessoa, metade para crianças dos 7 aos 12 anos e gratuito para crianças até os 6 anos.

Como chegar

O metro vai funcionar toda a noite em contínuo, fazendo a ligação entre as cidades do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia e Gondomar. A STCP também reforçou a oferta durante toda a noite em diversas linhas, com 35 linhas a funcionar durante o período noturno e 21 durante a madrugada. Os comboios também vão circular durante toda a noite. A CP reforçou os lugares disponíveis nos comboios regulares e irá disponibilizar ainda comboios especiais nas linhas de Aveiro, Braga, Guimarães e Marco.