PORTO BY António Moutinho Cardoso

Categoria

Porto By

Autor

Livraria Lello

. O meu local preferido é… Eu não tenho um local específico, tenho vários…Gosto muito da zona de Massarelos onde vivo porque é central, do parque do Palácio de Cristal, daquela escarpa virada para o rio Douro. E claro, gosto muito da zona histórica. Toda a escarpa que vai dar a Pena Ventosa,  São Bento da Vitória. E também gosto muito da zona da orla marítima, da Foz e o próprio Rio Douro, todo o percurso do Freixo até a Foz. Não posso dizer que gosto mais de uma área do que de outra e, se calhar, o melhor que nós temos no Porto é a vista da Serra do Pilar, a vista sobre o Porto é, de fact,o uma das vistas mais bonitas do mundo.

. O que eu gosto mais gosto no Porto é … As características das pessoas, do Portuense.

. Os portuenses são… Eu julgo que o que faz a cidade são as pessoas. E é uma das coisas que se está a perder com a globalização e com o turismo. O carácter do Porto pode vir a perder-se.

. Uma história marcante… Lembro-me de ir com o meu pai a um comício, na altura do PPD. Eu devia ter 12 ou 13 anos e ficamos cercados no Palácio de Cristal, e depois de algumas horas começamos a fugir pela Rua Júlio Dinis. Íamos num carro de um amigo do meu pai, um Renault 16 e começaram a atirar pedras do cimo de uma fábrica. Lembro-me de sairmos do carro a correr em direcção à Rua da Torrinha, Cedofeita. Isso marcou-me nessa altura, devia ter uns 14 anos, desse período de 75.

. A cultura no Porto é… A cultura no Porto  está impregnada na própria cidade. Desde os escritores, figuras como o Camilo Castelo Branco, Júlio Dinis e Agustina Bessa Luís, António Nobre. Depois tem havido uma evolução…Uma cidade média europeia, que tem, para a dimensão, espaços fantásticos, quer a nível de espectáculos musicais, o Coliseu, o Rivoli, o teatro de São João, a Casa da Música. A nível das artes, Serralves. Depois também há uma cultura que faz parte da cidade, a cultura popular. As festas populares, o São João, tudo isso não se pode dissociar. Há instituições privadas, como por exemplo a Livraria Lello, que são importantes. Porque corremos o risco de muitos espaços pertencerem ao estado ou à própria CMP, e é muito importante que o espaço da cultura seja também exercido por privados. A iniciativa privada sempre foi muito importante na cidade do Porto, e nesse aspecto a Livraria Lello é um exemplo e está no topo das visitas aqui da cidade.

António Moutinho Cardoso foi um dos compradores do Palacete Pinto Leite no Porto, que pretende transformar em espaço cultural.