PORTO BY Ângela Morgado

Categoria

Porto By

Autor

Livraria Lello

Ângela Morgado tem 46 anos e nasceu em Lisboa. Trabalha como diretora executiva na Associação Natureza Portugal (ANP) em associação com a WWF – World Wide Fund for Nature. Socióloga, licenciada pelo ISCTE, Universidade de Lisboa, tem Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação pelo mesmo Instituto. Com vasta experiência em gestão de projetos e equipas, é especialista em estratégia e planeamento, angariação de fundos, comunicação, desenvolvimento de processos de participação pública e relações com o sector corporativo.

Para além do trabalho na WWF que desenvolve desde 2006, trabalhou como consultora de Comunicação do Programa da UE – EQUAL, foi membro da Comissão Executiva do Observatório Português para a Comunicação Social (OberCom), consultora de Comunicação da ANESPO – Associação Nacional de Educação e Educação Profissional (Portugal) e de várias empresas. Foi diretora de clientes em empresas de comunicação e relações públicas; participou em projetos de investigação sobre Novos Media, Sociedade da Informação e Democracia (ISCTE), tendo trabalhado também em marketing político.

. O meu local preferido é… a Fundação Serralves e a Foz.

. O que eu mais gosto no Porto é… o ambiente cultural e livre da cidade e as gentes do Porto. Foi a partir das pessoas que conheci a essência da cidade, para mim uma cidade de contrastes, de opostos – depressiva e alegre, conservadora e inovadora, de espírito livre e acorrentada, e é assim que o Porto se distingue e as suas gentes também.

. Os portuenses são… têm um humor acutilante, são culturalmente surpreendentes e muito opinativos.

. Uma história marcante… as minhas primas e os meus tios moram no Porto. Muitos amigos meus de infância vivem no Porto. Tenho, na minha memória, histórias intermináveis de debates e de tertúlias com eles e cartas trocadas (à séria) em que partilhávamos sentimentos, gostos e ideias. Aprendi com eles o que é uma “sertã” ou um “cimbalino”. Desenvolvi com base nestas partilhas o gosto pela música irreverente, pela opinião própria e pela expressão artística livre.

. A cultura no Porto é… a essência da cidade. É a base deste espírito livre, rebelde e opinativo e de uma capacidade de trabalho surpreendente. É ao mesmo tempo conservadora e fechada em si própria. Quem não é da cidade e consegue chegar a esta essência aprende com certeza mais sobre a vida e sobre as pessoas do Norte.