Pipa Velha: desde 1981

Categoria

Fazer Sair

Autor

Livraria Lello

O bar mais antigo da baixa do Porto e um dos mais antigos de toda a cidade está cheio de energia. Com uma esplanada interior e outra mais recente na Rua das Oliveiras, o Pipa Velha deixou de ser o bar de Inverno frequentado pelos artistas noctívagos e pessoas da cultura, para ser um espaço onde podemos ir ao final do dia durante todo o ano. Aberto todos os dias a partir das 17h, o Pipa Velha continua com as mesmas ripas de madeira antiga no chão, paredes de granito, cobertas a cartazes de espectáculos do teatro vizinho, TeCA, e de outros espaços culturais da cidade, assim como as fotografias de músicos que podemos ouvir todas as noites, Lou Reed, Variações ou Zeca Afonso. O que mudou, para além do horário porque agora abre mais cedo, foi a possibilidade dos clientes se sentarem numa das duas esplanadas e saborear um copo ao final do dia e desligar do horário de trabalho. Ao fim-de-semana pode ficar no Pipa Velha até às quatro da manhã, até às três durante a semana.

Eurico por lá anda todos os dias desde 1995 quando o pai e o irmão lhe passaram “a pasta” deste bar tão mítico fundado em 1981. Diz-nos que não haveria tamanho de parede suficiente para colocar fotografias de todos os actores, pessoas da cultura e jornalistas que já por ali passaram no decorrer destes quase 40 anos.

O Porto tem mudado e a clientela estrangeira tem, inevitavelmente, crescido mas a identidade do Pipa Velha mantém-se: é o bar mais antigo e mais português do Porto.