No mês das vindimas visite as maiores caves da zona histórica de Vila Nova de Gaia

Categoria

Visitar

Autor

Livraria Lello

As caves da marca Cockburn’s acabaram de reabrir para visitas guiadas e são as únicas onde é possível ver a equipa de tanoaria em atividade. Datadas do século XIX, em Vila Nova de Gaia, e após uma profunda requalificação do espaço, as Caves Cockburn’s estão abertas a todos e são as maiores na zona histórica da cidade: comportam 6.518 pipas de Vinho do Porto em estágio, para além do equivalente a 10.056 pipas em balseiros.

Todas as visitas são guiadas, pelo que é necessário salvaguardar uma pré-reserva. O preço da visita começa nos 12 euros.

A família Symington, proprietária da Cockburn’s, mantém a última tanoaria em operação nas Caves de Vinho do Porto onde os visitantes têm a oportunidade de ver os mestres tanoeiros da casa a repararem cascos, empregando as mesmas técnicas e as mesmas ferramentas que os seus antepassados usaram ao longo dos séculos. As renovadas Caves Cockburn’s, com os seus grandes e valiosos stocks, mantêm a secular e insubstituível arte do lento envelhecimento de Vinho do Porto em cascaria de carvalho avinhada.

O espaço integra ainda um novo museu com uma coleção de aguarelas do século XIX, da autoria do Barão de Forrester, bem como alguns dos registos da década de 1930 de outra figura lendária do Vinho do Porto, John Henry Smithes. Para além de ser um brilhante provador e grande amante do Douro, Smithes foi um dos pioneiros na pesquisa das castas autóctones da região.

Cockburn’s: uma marca com mais de 200 anos de história

A Cockburn’s foi fundada em 1815 por Robert Cockburn, descendente de uma famosa família escocesa que defendia que a qualidade do vinho era o primeiro aspeto a ter em conta na sua produção. Os Cockburn, juntamente com as famílias Smithes, Teages e Cobb, produziram, ao longo dos anos, vinhos do Porto excecionais. A marca é responsável por uma série de métodos inovadores, como a plantação experimental de vinhas nos anos 30, para incrementar a qualidade dos vinhos do Porto, ou a recuperação da casta de Touriga Nacional, nos anos 70.

Em 2010, depois de um interregno de 48 anos, a marca Cockburn’s regressou à posse de uma família com a compra da empresa por parte da Symington, proprietária também da Graham’s, Dow’s, Warre’s, além das marcas Douro DOC Quinta do Vesúvio, Altano e Chryseia.

(fotos de João Margalha)