Fotografar n(o) Porto

Categoria

Atividades Fazer Visitar

Autor

Livraria Lello

Quer seja um profissional ou um amador a tirar fotografias, é inegável que o Porto é um dos melhores cenários. A arquitetura da cidade, as ruas estreitas, o contraste entre o cinzento frio do granito,  dos edifícios cobertos de azulejos e as fachadas coloridas fazem do Porto uma cidade muito fotogénica. Mesmo nos dias cinzentos e mais chuvosos, há um encanto que combina com a cidade à espera de ser captado pelos olhos mais atentos. Por estes dias, a combinação de sol e chuva espelha nos prédios da Invicta uma luz que devemos fazer perdurar nos nossos registos fotográficos.

Deixamos um conjunto de sugestões de locais a visitar, onde, dizem os entendidos (e os menos entendidos), se tiram as melhores fotografias da cidade:

– Guindalense: o café do Guindalense FC, coletividade que este ano comemora 40 anos, tem uma das melhores esplanadas da cidade e uma das melhores vistas para o rio Douro e para a Ponte D. Luís. Se não se excedeu na quantidade de cerveja, aventure-se depois a descer as escadinhas dos Guindais até ao Douro e por entre estendais, alojamentos e habitantes locais vá procurando captar todos os ângulos possíveis de uma das pontes mais emblemáticas do país.

– Igreja das Carmelitas: os azulejos da Igreja das Carmelitas são dos mais procurados por “Instagramers” para captar a essência do Porto. É difícil passar pela Igreja atualmente e não ver um ou outro turista encostado à fachada emoldurado pelos azulejos azuis e brancos da Igreja do século XVII. Na Rua de Santa Catarina existe uma concorrente à altura – a Capela das Almas (ou de Santa Catrina) – embora o local seja mais movimentado e não seja tão fácil tirar uma foto com a fachada só para si.

– Passeio Alegre e Pontão da Foz: para os amantes do mar e da foz do Rio Douro, estes serão os melhores locais para enquadrar a cidade banhada simultaneamente por rio e mar. As palmeiras do Passeio Alegre proporcionam boas fotografias para colocar nas redes sociais.

– Uma janela emblemática: no terceiro piso da antiga Cadeia da Relação, hoje Centro Português de Fotografia, encontra a sala São João onde Camilo Castelo Branco esteve preso um ano. Este edifício tem 103 janelas mas esta tão emblemática e histórica tem uma vista arrebatadora.

– Miradouro da Igreja da Nossa Senhora da Vitória: do largo junto a esta igreja consegue ter uma vista bastante abrangente da cidade desde a Sé e o Paço Episcopal, à Ponte D. Luís I e à marginal de Gaia.

– Clérigos: uma das principais missões em passeios fotográficos no Porto é conseguir a melhor perspetiva da torre dos Clérigos, um dos ícones da cidade Invicta. Sugerimos que a fotografe desde a Sé ou no fundo da Rua dos Clérigos quando o sol se está a pôr a leste. 

www.instagram.com/timelessportugal/

As pontes: não são perspetivas para todos. Se tem vertigens não aconselhamos a seguir esta sugestão mas se se sente confortável a vários metros de altura não perca o tabuleiro superior da Ponte D. Luís e não deixe escapar uma fotografia da Ponte da Arrábida ao nascer do sol.

– Jardins do Palácio de Cristal: neste ponto de passagem obrigatória nas visitas ao Porto consegue uma variedade de boas fotografias, nos jardins – bucólicos no Outono, floridos e românticos na Primavera -, com vista para o Rio Douro, de um dos melhores pôr-do-sol da cidade, dos lagos e relvados.

– Do lado de Gaia: haverá muitas outras sugestões para fotografar a cidade do Porto do lado de Vila Nova de Gaia, os barcos rabelos no Rio Douro, a Ribeira. Destacamos o Miradouro da Serra do Pilar e a esplanada do hotel The Yeatman ao final do dia. Aproveite para acompanhar a sessão fotográfica ao pôr-do-sol com um Vinho do Porto.

Tem outras sugestões? Partilhe connosco e mostre-nos as suas melhores fotos do Porto! 

www.instagram.com/timelessportugal/