District: Comer, Comprar, Empreender

Categoria

Mercado

Autor

Livraria Lello

Foto: Loja A Barraquinha

Incubadora de empresas, lojas de autores portugueses, espaço de exposições e aulas de yoga. O District junta todos estes conceitos num edifício do século XVIII onde funcionava a Polícia de Segurança Pública (PSP). Em breve, há mais um motivo para visitar este mercado que vai abrir uma área de restauração no final deste mês.

District renasce em antigas instalações do Governo Civil

Foto: Antigo edifício Governo Civil

O District Offices and Lifestyle abriu portas em fevereiro deste ano, no centro histórico da cidade, com um conceito diferenciador: espaço empresarial, pop up stores e lojas de autor. Mais de 40 empresas e 9 lojas ocupam um edifício do século XVIII, com cinco pisos e uma área total de 6 mil metros quadrados.

Alguns elementos do edifício histórico, situado no local onde foi demolida a Muralha Fernandina, foram preservados. É possível ver os vitrais e os azulejos nas paredes dos longos corredores reservados à área empresarial onde operam empresas de diferentes setores. A preservação deste património tem sido, aliás, uma das principais prioridades ao longo de todo o processo de reabilitação a cargo do Grupo Endutex, empresa responsável pela construção dos hotéis Moov, num investimento de cerca de 3,6 milhões de euros.

A construção deste património arquitetónico da cidade remonta a 20 de fevereiro de 1790, data em que foi lançada a primeira pedra. Na altura, o edifício foi idealizado para funcionar a Real Casa Pia do Porto, que nunca chegou a ser criada. Aqui funcionou o Governo Civil do Porto e o Comando Metropolitano da PSP.

Mais de 40 empresas juntam sinergias no District

Foto: Loja Urban Life Store

O District, tal como o nome indica, é o ponto de encontro de ideias de negócio, produtos de autor e exposições, que coabitam num só espaço de portas abertas ao público numa das mais movimentadas artérias da cidade, lado a lado com o Teatro Nacional de São João e Praça da Batalha.

Mais de 40 empresas desenvolvem aqui os seus projetos de negócio. Das indústrias criativas às áreas tecnológicas, dos gabinetes de arquitetura, design de moda e jóias e produção de conteúdos multimédia às agências imobiliárias, da engenharia à consultoria financeira.

A procura por um espaço no District é grande (há 40 empresas em lista de espera) e começou muito antes da abertura de portas, como explica André Ferreira, porta-voz do Grupo Endutex, empresa responsável pela obra de requalificação, sublinhando a vantagem da rede de networking entre as empresas aqui instaladas que têm a oportunidade de juntar sinergias.

O District oferece às empresas um kit “chave na mão”, que inclui o aluguer do escritório com áreas que variam entre os 12 e os 180 metros quadrados (preços a partir de 12€ por metro quadrado), internet, um espaço chill com matraquilhos para descontrair, um lounge para reuniões informais ou simplesmente para ler um dos livros na biblioteca partilhada que funciona no antigo Salão Nobre da PSP, salas de reunião, auditório e centro de cópias.

As salas reunião e o auditório (com capacidade para 60 pessoas) podem ser alugados por entidades externas que pretendam aqui fazer apresentações, eventos, workshops ou exposições (custo: a partir de 10€/hora).

A área empresarial funciona paredes-meias com lojas de artesanato, moda e decoração (A Barraquinha, Happy House, L’Bouvardia e Guava), joalharia e acessórios (Gallery e Life Urban Store), instaladas nos pisos zero e um, na área central do edifício. Aqui pode encontrar peças de autores portuenses como por exemplo,  as malas de Luís Balão, as peças de filigrana de Teresinha Bela ou a cerâmica trabalhada por Alexandre Queirós.

No piso zero, logo à entrada do edifício pode tomar café no Maria Café e comprar o jornal no Quiosque Magazine, uma versão mais moderna de outro quiosque mais antigo de Dona Emília e que ainda existe na Batalha. “Conseguimos integrar algumas pessoas que já trabalhavam aqui na zona e só assim é que este projeto faz sentido”, explicou André Ferreira, do Grupo Endutex.

Exposições e aulas de yoga

Foto: Loja L’Bouvardia

O átrio do piso 1 é um espaço aberto a eventos como exposições, showrooms ou eventos de lojas online que queiram aqui apresentar os seus produtos, como explicou o responsável André Ferreira. Neste espaço pode ver até 7 de julho a exposição de pintura da artista portuense Maria Viana. No próximo mês é inaugurada uma exposição dedicada ao District, com criações a partir de azulejos tradicionais da autoria da artista Anabela Romano. No dia 21 de junho, às 18h, há uma aula gratuita aberta o público com Rocio Cerviño, para assinalar o Dia Internacional do Yoga. Se gosta de yoga saiba que no District funcionam semanalmente aulas de yoga.

Espaço de restauração abre no final do mês

As antigas garagens do edifício, onde funcionou durante vários anos a PSP, vai dar lugar ao “Tasty”, o novo espaço de restauração do District, que abre ao público a 29 de junho. Vai funcionar como espaço de apoio às empresas e lojas residentes no District e também como uma alternativa à população da cidade e aos turistas que a visitam.

Nove restaurantes vão funcionar neste espaço com opções de cozinha saudável e vegetariana no espaço “Origgin”; japonesa no novo espaço “JAPO” com a assinatura do sushiman Ruy Leão do restaurante Shiko – Tasca Japonesa; hambúrgueres, cachorros e tacos do “Burguers&Co”; francesinhas no “Português de Raça”, restaurante especializado em cortes de carne de alta qualidade; vinho a copo, tapas e muitas happy hours no Wine Bar District; cocktails do famoso Pinguim Café; batatas fritas para levar para qualquer lugar, uma especialidade da “WALKIN’CHIPS”; e, para os mais gulosos, crepes e gelados artesanais da “Maria Palito”.

District Offices and Lifestyle
Morada
Rua Augusto Rosa, nº 39, Porto