Da Ribeira até à Foz… um passeio para desfrutar

Categoria

Atividades Fazer Guias do Porto Visitar

Autor

Livraria Lello

Descubra o caminho da Ribeira até à Foz como nunca o conheceu

A Ribeira é a zona histórica da cidade. A Foz é a zona balnear do Porto. O que une estes dois pontos é muito mais do que um rio.
A pé, de autocarro ou de elétrico, com paragens pelo caminho ou sempre a direito, o que importa é conhecer o caminho da Ribeira até à Foz com tudo a que tem direito.

A Ribeira

Ribeira

Há poucas coisas mais tradicionais no Porto do que a Ribeira. As ruelas estreitas, as casas às cores – com roupa à janela, claro – a vista para o rio Douro. Não é por acaso que a Ribeira foi considerada Património Mundial pela Unesco. Só por isso merece uma visita. Depois pode juntar a isso um passeio de rabelo, uma refeição na Adega São Nicolau, uma fotografia tirada do meio da Ponte Luiz I e, claro, para ter uma experiência completamente diferente do Porto suba o funicular dos Guindais.

O que visitar?

Igreja de São Francisco

Igrejas míticas do Porto
A Igreja de São Francisco é, possivelmente, a igreja com vista mais privilegiada sobre o rio Douro. Gótica e construída no século XIV, fazia parte de um convento franciscano. Não deixe de ver as esculturas barrocas em madeira e, claro, a Árvore de Jessé, a obra que mostra a árvore genealógica de Jesus Cristo. A peça é de Filipe da Silva e António Gomes e data de 1718/21. A melhor parte é que as catacumbas desta igreja mítica do Porto são visitáveis.
Onde? Rua Infante Dom Henrique.

Onde comer?

Tram
Mesmo ao lado da Igreja de São Francisco e da primeira paragem do Elétrico 1 há um restaurante popular, o Tram. Com uma cozinha mediterrânica a pender para o italiano, servem risotos, pastas e pizzas de boa qualidade, e ainda têm direito a uma boa esplanada com vista para o rio.
Onde? Rua Nova da Alfândega, 1

Adega São Nicolau
A carta deste pequeno restaurante da Ribeira está cheia de boas opções, do galo à bordalesa aos filetes de polvo com arroz de polvo, sem que faltem os bolinhos de bacalhau. As sobremesas, essas, são caseiras, como se quer.
Onde? Rua de São Nicolau, 1

Como ir da Ribeira até à Foz?

ribeira

Elétrico 1
Atualmente só existem 3 linhas de carros elétricos históricos em funcionamento. A Linha 1 é a mais turística porque faz o caminho entre a Foz a o Passeio Alegre, sempre pela marginal, com vista privilegiada para o rio. Suba para o elétrico 1 em frente à Igreja de São Francisco e saia quando quiser, já que o percurso conta com 12 paragens. Se quiser ir diretamente para o Campo Alegre (junto à Foz), o bilhete custa 2,50€, mas se preferir aproveitar bem o dia, compre um bilhete diário (8€) e entre e saia do elétrico quando quiser.

Autocarro 500
Esta é outra forma de ir do centro histórico do Porto até à Foz. É considerado o autocarro mais turístico da rede de autocarros da cidade e faz o caminho da Ribeira até à Foz, com muitas paragens pelo meio para poder sair e entrar no seguinte, se assim preferir.

A pé
Sim, é possível caminhar da Ribeira até à Foz. Na verdade é capaz de ser a melhor forma de apreciar a paisagem. São cerca de 6 km sempre à beira-rio, onde pode por a conversa em dia com os pescadores que vai encontrando pelo caminho.

O que visitar pelo caminho?

ribeira

Museu dos Transportes e Comunicações
O primeiro andar do edifício da Alfândega está cheio de coisas boas para ver e conhecer. Numa das alas há a evolução dos automóveis ao longo dos tempos, com Panhard&Lavassor, o primeiro carro a chegar a Portugal. Na outra ala encontram-se os carros presidenciais. E ainda existe uma exposição inteiramente dedicada à comunicação.
Onde? Rua Nova da Alfândega
Preço do bilhete: 7,5€ (inclui todas as exposições permanentes)

World of Discoveries
Este museu agrada a gregos e troianos, que é como quem diz: agrada a miúdos e graúdos. Aprende-se sobre a época dos descobrimentos com ecrãs interativos e réplicas à escala de embarcações utilizadas na época e ainda há tempo para uma viagem de barco. Sim, dentro do museu. É dentro de um barco que faz a viagem dos descobrimentos, passando pela partida de Lisboa, pela chegada à Índia a Calecute, Timor, China e Japão…
Onde? Rua de Miragaia, 106
Preço do bilhete: 14€ (descontos em compra online)

Museu do Carro Eléctrico
O Museu do Carro Eléctrico foi fundado em 1992 mas recentemente recebeu alterações na sua estrutura e modernizou-se. Tem carros desde 1972 e conta a sua história e evolução. Está instalado na antiga Central Termoelétrica de Massarelos.
Onde? Alameda Basílio Teles, 51
Preço do bilhete: 8€ (adultos)

Onde comer?

ribeira

Casa D’Oro
O facto de ter sido desta casa que o engenheiro Edgar Cardoso monitorizou a construção da Ponte da Arrábida dá logo a certeza de uma vista incrível. Este restaurante fica numa estrutura mesmo por cima do rio e tem na sua carta 20 pizzas que arrastam multidões, muito pela qualidade dos produtos, quase todos italianos.
Onde? Rua do Ouro, 797

Mercearia do Miguel
A Mercearia do Miguel, no Passeio Alegre, é uma ótima paragem para quando sai do elétrico, já que fica perto da última paragem da viagem que linha a Ribeira e a Foz. Tal como o nome indica, além de rechear o estômago ainda pode ir para casa com a despensa cheia: há legumes, frutas, bolachas e até especiarias a granel. Experimente a granola caseira com iogurte e fruta ou fique para almoçar e aposte nas sopas, tartes, quiches, tostas ou sumos naturais para todos os gostos. E o café não podia ser mais artesanal (de prensa, filtro ou balão).
Onde? Rua do Passeio Alegre, 130

Casa de Pasto da Palmeira
Na Casa de Pasto da Palmeira, na Cantareira, há petiscos para todos os gostos: queques de alheira, ovos à Rui e rolos de frango fumado e há novidades todos os meses também.
Onde? Rua do Passeio Alegre, 450

Onde parar pelo caminho?

ribeira

Cantareira
A antiga zona portuária do Porto é também uma das zonas mais pitorescas da cidade. É aqui que se encontram os barcos de madeira a serem reparados e é possível ver vários parados na água. É também aqui que se apanha o barco para a única travessia de barco feita entre a Cantareira e a Afurada.

Melhor pôr-do-sol
Se quiser assistir ao melhor pôr-do-sol do mundo, pare entre a Cantareira e o Passeio Alegre. Não só consegue ver as cores típicas do momento no céu como ainda é possível ver os seus efeitos no rio e na cidade. É um momento imperdível.

Beber um copo e ouvir fado na Adega Rio Douro
Não, fado não é só para saudosistas e a prova maior disso é que é comum verem-se jovens de copo na mão na esplanada da Adega Rio Douro a assistir a um fadinho. As sessões de fado vadio acontecem às terças-feiras entre as 16h e as 19h30.
Onde? Rua do Ouro, 223

Foz

ribeira

Onde comer?

A Capoeira
Este clássico “fozeiro” na Esplanada do Castelo ganha muito pelas doses familiares. É bom e barato, como é o caso do bacalhau à Brás, servido uma vez por semana.
Onde? Esplanada do Castelo, 63

Peebz
Se andar à procura de um espaço mais moderno e jovem para comer, aposte num dos melhores hambúrgueres da cidade. No Peebz há várias opções, sempre com carne de qualidade e produtos frescos. Ah! E existem alternativas vegetarianas.
Onde? Rua da Senhora da Luz, 448

Apreciar a paisagem

ribeira

Avenida Brasil
Esta avenida une toda a marginal “fozeira”. É comum verem-se pessoas a correr, a caminhar, crianças a patinar ou a andar de bicicleta… Pelo caminho aproveite os bancos de jardim para descansar e apreciar a paisagem.

Praia da Luz
Em plena Avenida Brasil, na Foz, existe uma esplanada que é mais famosa e concorrida do que qualquer outro ponto da zona. A esplanada da Praia da Luz tem cadeiras, puffs, espreguiçadeiras, sofás… sempre com vista privilegiada para o mar.
Onde? Praia da Luz