Comemorar a Liberdade

Categoria

Atividades Eventos Fazer

Autor

Livraria Lello

Num dos feriados mais importantes do ano, fique com algumas sugestões de eventos para comemorar os 44 anos da “madrugada que eu esperava / O dia inicial inteiro e limpo / Onde emergimos da noite e do silêncio / E livres habitamos a substância do tempo”.

 41ª Corrida e Caminhada da Liberdade

Marcada para o Largo do Souto em Custóias, Matosinhos, com arranque na manhã do dia da Liberdade, é uma das mais antigas competições deste género em Portugal. Realizada em circuito urbano e inserida no calendário nacional de provas de estrada, com diversos escalões – Benjamins, Infantis, Iniciados, Juvenis, Seniores e Veteranos – conta todos os anos com a participação de atletas de todo o país e nacionalidades, em representação de vários clubes ou em participação individual.

Uma das provas realizadas, a caminhada, é indicada para famílias, crianças e todos aqueles que gostam de caminhar numa perspetiva de lazer. As inscrições são gratuitas em: https://www.desportave.pt.

B Fachada canta Zeca Afonso

Dia 25 Abril às 17h00, na Associação de Moradores da Bouça, o músico B Fachada presta tributo à obra de Zeca Afonso com um concerto de entrada livre.

B Fachada, que faz parte da primeira geração a crescer com a memória de Zeca Afonso, acredita que a obra do cantautor de intervenção pode ser medida tanto pela sua universalidade quanto pelas suas circunstâncias: “ela levanta muitas perguntas, nunca é só didática”. Chamando a atenção para a intervenção musical de Zeca Afonso e para a incontornável importância das suas canções no contexto sociopolítico da época, B Fachada mostrará com este reportório que “a génese do Zeca está nas canções, a sua música intervém musicalmente”. E porque “os assuntos sobre os quais Zeca se debruça vêm de há muito e cá continuam”, B Fachada tenta encontrar neste concerto “um autor comum, a meio entre os dois”.

Caminhada Guiada: Os caminhos da Liberdade

Com início marcado no Museu Militar (Rua do Heroísmo) às 21.30h do dia 24 de Abril, esta caminhada de 5km será uma viagem pela história de várias revoluções que ficaram célebres no Porto. Do 25 de Abril às Guerras Liberais, passando pela revolta de 31 de Janeiro e pelo verão quente de 1975, conheça os locais e as histórias dos revolucionários que passaram ao longo dos tempos pela cidade. Com inscrições limitadas, envie email para geral@almaatporto.com.

“O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu!”

O primeiro espetáculo de um tríptico teatral denominado “IDENTIFICAÇÃO DE UM (O MEU!) PAÍS” sobre a vida em Portugal nos últimos 70 anos, de 1945 até aos nossos dias. Esta primeira abordagem abarca o período que vai de 1945, ano em que terminou a Segunda Guerra Mundial e em que nasceu a personagem, um homem que dá testemunho de como foi viver em Portugal nesses tempos, até à manhã do 25 de Abril de 1974. Sessões no Fórum da Maia – Centr’arte no dia 24 abril às 21:30h e dia 25 abril às 16:00h.

44.º Aniversário da Revolução dos Cravos na cidade do Porto

Nos dias 24 e 25 de Abril, na Avenida dos Aliados, Praça de D. João I e Largo de Soares dos Reis, haverá música, fogo-de-artifício, jogos tradicionais, workshops, uma homenagem aos resistentes antifascistas, assim como o já tradicional Desfile pela Liberdade. As celebrações iniciam-se na noite de 24 de abril, com um concerto nos Aliados pelo músico portuense Bezegol, conhecido por explorar e combinar sonoridades tão diversas como o reggae, o funk, o hip-hop ou até mesmo o fado. Pouco antes da meia-noite, e a anteceder o lançamento do fogo-de-artifício, atua o Coral da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, que assinalará a entrada no Dia da Liberdade com o tema “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso. O programa completo pode ser consultado aqui.

Valongo: Tributos, Poemas e debate

Em Valongo está marcado para o dia 24 de abril às 21h, na sede da Junta de Ermesinde, um “Tributo ao Poeta José Carlos Ary dos Santos” e “Tributo a Zeca Afonso” com a atuação do Grupo Voz Ligeira da Associação Académica e Cultural de Ermesinde. Haverá ainda a Declamação de Poemas pelo Grupo de teatro “Casca de Nós” e um debate sobre as “Memórias do 25 de Abril ’74”. Neste momento será também feita a inauguração de um concurso de cartazes e de poesia alusivo ao 25 de abril de 1974. No dia 25 às 9h haverá uma sessão solene e serão divulgados os vencedores e atribuídos os prémios do concurso, no mesmo local. Já no dia 29 de Abril está marcada a Caminhada da Liberdade e a Corrida Juvenil.

*

Relembre ainda as entrevistas do Porto By de Alfredo Cunha e Mário Moutinho, para quem o dia 25 de Abril tem grande significado.