As 6 Pontes do Porto

Categoria

Visitar

Autor

Livraria Lello

Conheça as 6 pontes do Porto como a palma da sua mão

As margens do rio Douro estão ligadas pelas 6 pontes do Porto e de Gaia. Cada uma com estilos e histórias diferentes.

Quer as utilize todos os dias de carro ou recorra a elas de vez em quando para tirar boas fotos da cidade, as pontes do Porto são um marco incontornável da cidade. Cheias de história(s) e curiosidades, as 6 pontes do Porto merecem ser conhecidas.

Sabia que… apesar de Vila Nova de Gaia ter exatamente o mesmo número de pontes do Porto é esta cidade quem tem a fama de ser a única na Europa com 6 pontes sobre um rio? A verdade é que é o Porto quem trata da manutenção e gestão de todas as pontes, daí a fama cair sobre esta margem do rio Douro.

As Pontes que já não existem…

Ponte das Barcas

pontes do porto

Durante muitos anos a travessia do rio de uma margem para a outra era feita com a ajuda de jangadas e barcas. Só em 1369 foi inaugurado um passadiço formado por barcas, uma corrente de ferro que as unia e um estrado de madeira por onde as pessoas caminhava. Mas havia um (grande) inconveniente: sempre que os níveis da água do rio subiam devido às chuvas intensas, a ponte improvisada ficava destruída.

A Ponte das Barcas, mais sofisticada e feita com 33 barcaças interligadas por cabos de aço, tinha duas aberturas para que os barcos que subiam e desciam o rio pudessem passar. Esta inovação só chegou em 1806 e teve fim marcado em 1829. A 29 de março desse ano, enquanto milhares de portuenses fugiam das tropas do General Soult, o alçapão central da ponte foi aberto e a ponte desfez-se.

Sabia que… enquanto a Ponte Pênsil não foi construída e inaugurada, a Ponte das Barcas continuou em funcionamento?

Ponte Pênsil  / Ponte D. Maria II

pontes do porto

A Ponte Pênsil – oficialmente D. Maria II – é obra dos engenheiros Bigot e Mellet. Foi inaugurada em 1842 e demolida em 1887 para dar lugar à ponte que homenageava o rei da altura: D. Luís I.

Sabia que… a construção da Ponte Pênsil demorou 2 anos?

Ponte Maria Pia

pontes do porto

Antes de uma das mais importantes pontes do Porto nascer, a Ponte D. Luís I, foi construída a primeira ligação ferroviária da cidade, a Ponte Maria Pia. O primeiro grande trabalho de Gustavo Eiffel no Porto é constituído por um grande arco que suporta o tabuleiro ferroviário de 354 metros de extensão.

Sabia que… apesar da complexidade da construção e de estar a 61 metros do rio, a Ponte Maria Pia não demorou sequer 2 anos a ser construída? As obras começaram em Janeiro de 1876 e terminaram em Outubro do ano seguinte.

As pontes que ainda pode pisar e atravessar

Ponte D. Luís I

pontes do porto

Em 1879 começa a pensar-se na substituição da Ponte Pênsil. A empresa belga Société de Willebroeck é a escolhida para levar a cabo o projeto. A construção da Ponte D. Luís I começa então em 1881 mas só 5 anos mais tarde é inaugurada, após ter sido orçamentada em apenas 369 contos.  Atualmente, o tabuleiro superior da Ponte D. Luís ficou reservado para a passagem do metro e de peões? Sim, pode tirar algumas das melhores fotografias da cidade a partir do tabuleiro superior.

Sabia que… com 395 metros de comprimento a Ponte D. Luís já foi considerada a ponte com o arco de ferro mais longo do mundo? Atualmente o título pertence à China.

Ponte da Arrábida

pontes do porto

Ora, em 1952 uma só ponte rodoviária não chegava para o movimento crescente da cidade. Decide-se, então, construir a Ponte da Arrábida. Quem projetou a ponte foi o engenheiro Edgar Cardoso e a obra foi entregue ao engenheiro José Zagallo, que a entregou para inauguração em 1963, tendo sido considerada durante alguns anos a maior ponte em betão armado do mundo.

Sabia que… ainda é possível ver a pequena casa de onde foi coordenada a construção da Ponte da Arrábida? É atualmente o restaurante Casa D’Oro.

Ponte de São João

pontes do porto

Para acompanhar o crescimento do tráfego rodoviário, o ferroviário também começa a crescer e os governantes portuenses veem-se com a obrigação de substituir a pequena Ponte Maria Pia. Edgar Cardoso é novamente chamado para coordenar os projetos e a construção da Ponte de São João.

Sabia que… a Ponte de São João foi inaugurada no dia dedicado ao Santo em 1991?

Ponte do Freixo

pontes do porto

A Ponte do Freixo nasce em 1995 para dar resposta às necessidades crescentes da população. A autoria está reservada ao professor António Reis e, ao contrário de todas as outras pontes do Porto, serve uma zona mais periférica da cidade, servindo hoje como principal ponto de afluência e entrada / saída à cidade. 

Sabia que… diariamente, passam em média 100 mil viaturas por esta ponte? 

Ponte do Infante D. Henrique

pontes do porto

Mais recentemente, em 2003, inaugurou-se a Ponte do Infante D. Henrique, construída para substituir a travessia automóvel que até então se fazia pelo tabuleiro superior da Ponte D. Luís. O responsável desta obra com 371 metros de extensão e 20 metros de largura, é o Engenheiro José Antonio Fernández Ordóñez, pela mão da empresa espanhola IDEAM, mas foi projectada pelos engenheiros António Adão da Fonseca e Francisco Millanes Mato. 

As pontes do Porto em Números:

Ponte Pênsil: 170 metros de comprimento | 8 metros de largura | 10 metros do nível do rio | 4 colunas com 18 metros de altura

Ponte Maria Pia: 354 metros de comprimento | 61 metros do nível do rio

Ponte D. Luís: tabuleiro superior – 395 metros de comprimento | tabuleiro inferior – 174 metros de comprimento | arco – 172 metros

Ponte da Arrábida: 500 metros de comprimento | 70 metros do nível do rio | 242 mil contos

Ponte de São João: 1140 metros de comprimento | 2 vãos de 125 metros | 1 vão de 250 metros

Ponte do Freixo: 8 vãos | 8 faixas de rodagem

Ponte do Infante D. Henrique: 371 metros de comprimento | 20 metros de largura | 4 faixas de rodagem | arco de 280 metros

É possível visitar as 6 pontes do Porto?

Sim. Há vários cruzeiros que passam pelas 6 pontes do Porto e que as explicam e dão a conhecer de uma outra perspetiva. São normalmente feitas nos barcos típicos do Rio Douro, os Rabelos, e demoram, em média, 1 hora.

Com saída da Ribeira ou do Cais de Gaia não faltam opções, já que a maioria das empresas com espaço nos dois cais têm pelo menos um roteiro a passar pelas 6 pontes do Porto. É só escolher o que lhe parecer melhor ou então embarcar no primeiro que se fizer ao rio.